terça-feira, 31 de janeiro de 2012

A Pescaria

meu pai - "O" pescador


um pito



feliz

os terríveis anjinhos


amor, Y love you

por do sol



um boteco para emergências
escuridão


a tapera


aprendiz de pescador



tá melhorando


chapadinha


frango com quiabo

com a marvada pinga

Foi bão viu.
Aliás, o mundo é bão...

Velha e Louca

Uma música nunca ilustrou tanto como eu ando me sentindo e como gostaria de permanecer:  velha e louca


Velha e Louca (Malu Magalhães)
Pode falar que eu não ligo,
Agora, amigo,
Eu tô em outra,
Eu tô ficando velha,
Eu tô ficando louca.
Pode avisar qu'eu não vou,
Oh oh oh...
Eu tô na estrada,
Eu nunca sei da hora,
Eu nunca sei de nada.


Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.


Pode falar qu'eu nem ligo,
Agora eu sigo
O meu nariz,
Respiro fundo e canto
Mesmo que um tanto rouca.


Pode falar, não importa
O que eu tenho de torta,
Eu tenho de feliz,
Eu vou cambaleando
De perna bamba e solta.


Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.


Nem vem tirar
Meu riso frouxo com algum conselho
Que hoje eu passei batom vermelho,
Eu tenho tido a alegria como dom
Em cada canto eu vejo o lado bom.

sexta-feira, 27 de janeiro de 2012

Sonhos que realizam

Para muitos pode parecer pouco, uma ninharia, uma bobagem...

Mas ao olhar para trás me deparo com meus pais morando de aluguel por longos 12 anos, mais 1 ano morando de "favor" em um galpão e construindo a casa em que eles moram aos pouquinhos com muito esforço.

Hoje meu pai realiza o sonho de comprar um terrinha (bem terrinha, pequenina) para fazer um rancho para pescar e descansar e vejo o quanto Deus é bom, que tudo vem na hora certa e  não tem sofrimento que dure para sempre.

Orgulhosa pra caráleo do meu véi-da-cabeça-branca

meu pai... esse rio está a poucos metros de onde será construída a casa

o terreno

a vista que se tem do terreno

o primeiro pé de frutas

em frente ao terreno

 

foto explicativa
 O mundo é bão, Tião.

quinta-feira, 26 de janeiro de 2012

Marte X Vênus



Mulheres precisam de carinho, atenção, compreensão, discutir a relação, enumerar seu ponto de vista, proteção, uma bela roupa, um bom restaurante, casa limpa, contas pagas, ser feliz no emprego, ter uma melhor amiga, preliminares, estar magra, um excelente cabeleireiro, massagem, cafuné, cartão de crédito, viagens, boa comida, um personal trainer, amor, carinho,atenção, atenção, amor....
Homens só precisam de... SEXO.

Trocas Inteligentes


Se não for pelo amor, apesar de eu se suspeita pois adoro frutas, mas também sou caidinha pelo Big Mac, sanduiche feito para viciar, que seja pela economia.

Atualmente, aqui em BH, paga-se quase 17 pilas pelo Mc Lanche Faça um Gordinho Feliz.




Por essas singelas frutas abaixo, desembolsei 18, 27 pilas, descontados os 0,57 cents das sacolas biodegradáveis , pois esqueci a minha sacola retornável em casa)




Ou seja, além de não ser lá muito nutritivo e super calórico os lanches dos fast foods são bem caros. Fica a dica:  se você precisa economizar e comer melhor vale a pena investir em frutas, essas que comprei irão me alimentar por várias vezes, enquanto o delicioso lanche do Mac Donalds irá garantir o meu sustento por uma única refeição.

terça-feira, 24 de janeiro de 2012

A cerveja e eu: uma relação fiel

A necessidade de cuidar-me melhor me fez repensar alguns hábitos.
 
Eu já bebi muito, minha gente. A ponto de colocar cachaça no copo de cerveja e falar que era tequila e juro: zero de ressaca. No máximo o que acontecia quando eu estava animada a beber (leia-se: tomar 16 copos de 500 ml de choop) era, antes de dormir, levar cinco litros de água para a cama e beber muitos goles de água durante o sono. Nada de vomitar, nada de dor de cabeça e nadica de nada de estômago “embrulhando”.

Eu era fera: nunca recusava um cervejota com os amigos e ao beber nunca comia nada. A cerveja era meu alimento!
 
Aí vem ele, o divisor de águas: os 30!... e então a bonita aqui começa a apresentar algumas restrições: pau no fígado, nenhuma resistência, de modo que 8 latinhas surtem efeito de um barril, e os dias seguintes a qualquer farrinha etílica, são o prenúncio da morte! A cabeça dói tanto que parece que vou enlouquecer, o enjôo é tanto que se vacilar vomito na cama, e aquela vontade insuportável de comer coisas gordurosas.
 
Diagnóstico: dá mais não. Acabou pra mim. É começar a beber água (eu acho tão chique aquele povo que bebe água - com gás - a noite inteira...). 
 
Até aqui falei da cerveja no meu organismo, e de como é inevitável cortar relações - pelo menos as mais íntimas - com a dita cuja. 
 
Hoje em dia, tenho que admitir que terei que me controlar, beber menos, socialmente como dizem.
 
O negócio é fechar no vinho, na tequila, no rum, quiçá um uísquezinho (com gelinho de água de côco, tanto melhor), ou uma boa vodka com frutas num dia muito quente, tudo em doses muuuuuuuuuuuito civilizadas, senão, já sabe: dá pau no organismo da nêga.

Aos amigos de golo: vcs não perderam uma companheira de cervejadas, só beberei  umas 6 ou 12 latinhas por vez socialmente.

quinta-feira, 19 de janeiro de 2012

No meio do caminho


No  meio do caminho tinha uma pedra...

Tinha uma pedra no meio do caminho...

Mas também tinha essa flor delicada no meio do meu caminho, indo para a fazenda do meu saudoso avô...

quarta-feira, 18 de janeiro de 2012

terça-feira, 17 de janeiro de 2012

Comendo com os olhos

Não sou muito fã de doces... prefiro uma laranja do que um brigadeiro.

Mas dia desses achei esses cupcakes tão bonitos que comprei. Confesso que são muito mais bonitos do que gostosos.

Paguei 6 pilas nos dois que acompanham uma embalagem-presente.

limão siciliano com mousse de limão e chocolate branco / chocolate com frutas vermelhas

Estupro ao vivo e a cores


Irrita-me profundamente as pessoas serem obrigadas a se posicionarem sobre determinado assunto. Amar ou odiar o tal do BBB é uma delas. Os ilustres formadores de opiniões jogam pedras caso você assuma que de vez em quando “dá uma espiadinha” na vida alheia.  Então, para que se possa parecer inteligente e culto é dever manifestar o repudio aos realitys shows.

Devemos negar até a morte que vez ou outra você se pega assistindo tais programas.

Enfim , confesso que por minha culpa, minha tão grande culpa, e culpa de eu não ser cliente da Sky eu assisto esses programinhas. Desde que o mundo é mundo todos gostam de dar uma de voyer e se deliciar com as desgraças alheias.

A turma do BBB não tem nada a acrescentar na minha vida, é verdade. Fico louca com as poesias do Sr. Bial e maluca com os “brothers” amarem uns aos outros como amigos de infância e tals.

Enfim, quem foi que disse que BBB não tem uma função social está enganado. Hoje ao entrar na net, vi que vários sites estão divulgando o comportamento “inadequado” de um dos participantes.

Um possível estupro estampou a visão de um país machista que se solidariza com algo abominável. A culpa da violência sofrida pela mulher É a própria mulher: milhares de pessoas acreditam que a culpa de um estupro deve-se ao fato das vestimentas insinuantes da vítima, da dança voluptuosa em alguma festa, dos olhares lascivos e muitas disseram, sim no feminino, muitas disseram que a culpa foi da “piranha” que bebeu demais.

O que me assusta são as mulheres apoiarem o tal comportamento inadequado do participante. Para muitas se não houver uma cena em que a mulher é jogada em um matagal, tem as roupas rasgadas e leva uma surra não configura um estupro.

O fato da moça em questão ter bebido demais, ter alimentado o desejo do carinha com trocas de olhares e beijos justifica o filho da puta ter abusado dela sexualmente, porque convenhamos:  os vídeos mostram a presa inerte na cama, enquanto o machão manda brasa. Isso não é consentimento. É abuso. Se fosse um ato consentido ela não teria questionado ao seu “ficante” o que aconteceu na noite anterior.


Apodero-me das palavras de Tico Santa Cruz para ilustrar o meu repudio à pessoas machistas: 


“Um homem que se aproveita de uma mulher bêbada para conseguir o que deseja sem consentimento, é um homem sem escrúpulos. E banalizar este comportamento é estimular que outras mulheres venham a sofrer abusos e ainda serem culpadas por isso.”

Estou certa de que a moça abusou e muito da bebida, caso não o tivesse feito, não teria ficado bêbada e perdido a consciência dos seus atos. Eu mesma já tomei porres homéricos e sofri de “apagões”. O uso destemido do álcool é irresponsável e reprovável, porém eu posso estar caindo de bêbada, vestida para matar e “quebrando tudo até o chão”, que não justifica nenhum cretino a ter relações sem o meu consentimento, sem que eu esteja ao menos acordada.

A mãe do acusado sofre (porque nesses casos são as mães que sofrem pelos atos de seus filhos) e diz que seu rebento está sendo vítima de racismo.

Minha cara senhora, cor da pele não determina caráter. Seu filho, embora negro, não está sendo vítima de preconceitos, nem tampouco é vitima da beleza e gostosura da moça. Ele, como muitos homens por aí, aproveitou-se da situação inerte da moça e resolveu “tirar uma”.

Pior do que assistir ao estupro é ser estuprada dia e noite pela Rede Globo.

segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

Lívia

Minha sobrinha-fofa-ursinha-coisa-linda-da-titia está com a melanina a todo vapor!

Nega Fulô!
com 09 dias...


com 23 dias.... beeeem mais neguinha!